31/08/2021

Insurtech Transporte Seguro faz parceria com Argo para emissão de apólice em tempo real

A Transporte Seguro, insurtech voltada ao mercado logístico, fechou parceria com a Argo Seguros para lançar uma plataforma que permite a cotação do seguro de cargas e na sequência, a emissão do certificado de cobertura em tempo real. Segundo Manoel Resende, CEO da Transporte Seguro, as transportadoras podem utilizar a apólice de transporte em até 24 horas. “Isso significa que após responder 10 perguntas simples na plataforma é possível acessar em tempo real a cotação do seguro para o transporte das cargas e obter contratação do seguro e a emissão imediata do certificado de cobertura do RCTR-C e do RCF-DC”.


O executivo afirma que a insurtech, do Grupo PVA Corretora de Seguros fundado em 1995 que reúne profissionais que ingressaram no mercado segurador há 40 anos, é o primeiro modelo de negócio que permite a contratação de seguros de transporte diretamente em uma plataforma com aprovação em tempo real e permite que a operação de transporte ocorra no dia seguinte com as devidas coberturas de seguros contra acidentes e roubos.
“Estamos muito satisfeitos com essa parceria, pois está no DNA da Argo a inovação, principalmente para facilitar a vida do corretor e do cliente”, comemora Ivor Moreno, head de Transportador e Inovação da Argo Seguros. “Através do uso das melhores tecnologias do mercado, baseamos nosso fluxo em parâmetros e condições exclusivas, a plataforma interliga toda a cadeia necessária para a emissão do seguro até aprovação com a seguradora Argo”, garante ele.
O seguro de transportes é obrigatório por lei e “protege” contra acidentes e roubos de carga no Brasil. As transportadoras são obrigadas por lei desde 1967 a contratar o Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Carga (RCTR-C).


Hoje, a transportadora precisa preencher questionários com até 40 itens distribuídos em duas páginas e esperar até 5 dias para obter a cotação e aprovação do seguro de transporte, prazo que causa diversos transtornos para a operação logística, que demanda agilidade, até mesmo para manter a sustentabilidade financeira do seu negócio.
Segundo o Anuário da Confederação Nacional do Transporte (CNT) de 2020, a condução de cargas atualmente é feita por 219.956 empresas, 435 cooperativas e 724.098 profissionais autônomos. O modal rodoviário é responsável por 65% do transporte de cargas que totaliza 2.270.861 veículos. Neste cenário, 90% são pequenos negócios que enfrentam processos burocráticos na contratação do seguro para o transporte de mercadorias e por isso, necessitam de soluções práticas para a logística.